sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

PLANO DE AÇÃO - GESTÃO DEMOCRÁTICA

 ESCOLA MUNICIPAL SÍTIO BOA VISTA









CHAPA: Todos, de mãos dadas, por uma educação significativa.
Candidata: Maria Luciana Cardoso Ferreira Soares







                                                     
                                                       OUTUBRO – 2015
                     PLANO DE AÇÃO DO GESTOR ESCOLAR






















                                                                      O que concerne a todos deve ser decidido por todos.
                                                       Leonardo Boff  
















Unidade Escolar: Escola Municipal Sítio Boa Vista
Endereço: Sítio Boa Vista, Zona Rural de Viçosa - Alagoas
Nº de alunos matriculados: 104
Nº de docentes: 04
Nº de funcionários: 03
Formação do candidato: Licenciatura em Pedagogia        










                                                  JUSTIFICATIVA
Observando a Escola Municipal Sítio Boa Vista, na qual eu sou lotada, seu funcionamento, sua clientela, suas necessidades e acompanhando o esforço da gestão atual, decidi me candidatar ao cargo de gestor para dar continuidade ao trabalho que lá está sendo realizado e tentar fazer o que não foi possível.
Pretendo desenvolver um trabalho fundamentado em valores como: união, parceria e comprometimento, pois acredito no potencial de nossa comunidade escolar, e com isso buscarei o envolvimento de todos para o sucesso de nossos alunos, incentivando formas diversificadas para desenvolvimento de ações que favoreçam uma aprendizagem significativa, juntando escola-família-comunidade, para que todos, de mãos dadas, possamos alcançar uma aprendizagem que faça a diferença, em uma gestão centrada no desenvolvimento do aluno, buscando desenvolver suas potencialidades para o pleno exercício da cidadania.
Proponho, de acordo com as leis que regem a educação, pautar minhas ações na democratização, na gestão participativa, contando com a colaboração do corpo docente, discente e da comunidade escolar, inclusive no que diz respeito à administração dos recursos financeiros, garantindo o fortalecimento do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), relacionado com o Projeto Político Pedagógico (PPP) e com o Regimento Escolar, visando criar condições para uma gestão cujo foco seja a aprendizagem do aluno e a valorização dos trabalhadores da Educação promovendo, portanto, a efetiva transparência na prestação de contas e na tomada de decisões.
Vale destacar que encontramos muitas dificuldades no espaço escolar, principalmente no que se refere à participação da família na escola e na atuação do Conselho Escolar. Pois na visão dos pais cabe à escola a função de educar e, por este motivo alguns se ausentam nas reuniões de pais e mestres. Outra situação que leva a necessidade de haver maior planejamento e ação é com relação a participação efetiva do Conselho Escolar nas ações didáticas e pedagógicas da escola.
Tendo em vista o trabalho que vem sendo realizado pela atual gestão é válido ressaltar que tudo foi feito com muita dedicação e responsabilidade e pensando em continuar este trabalho estou me candidatando ao cargo de gestor para o biênio de 2016 e 2017.
;
 

OBJETIVO GERAL:
Ø  Colaborar para que haja participação e interação entre a escola e a família visando a melhoria no processo ensino-aprendizagem     do educando e da efetivação de uma gestão democrática.  
  
OBJETIVOS ESPECÍFICOS

Ø  Efetivar a atuação do Conselho Escolar nos processos e ações pedagógicas da escola;
Ø  Criar condições para que todos os alunos desenvolvam suas capacidades e aprendam os conteúdos necessários para a vida em sociedade;
Ø  Utilizar o Projeto Político Pedagógico – PPP como elemento norteador das ações a serem desenvolvidas na escola;
Ø       Promover ações de socialização entre os segmentos que compõem a comunidade escolar;
Ø  Elaborar ações que possam garantir a prática da gestão democrática;
Ø  Desenvolver com a comunidade escolar atividades referentes à cultura, esporte e lazer.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  
PROPOSTAS DE AÇÕES A SEREM DESENVOLVIDAS:
a)    No eixo Gestão Educacional
Tendo em vista que a escola atua como um dos principais agentes na construção do conhecimento, o professor atua como o mediador nesse aprendizado que, além de ensinar os conteúdos programáticos, exerce uma grande influência nas escolhas pessoais modificando ou reafirmando essas escolhas, bem como no próprio caráter humano.
Ainda é de responsabilidade da gestão cumprir o calendário escolar de 200 dias letivos, elaborado de acordo com a LDB, cuidando para que todo o material esteja sempre bem cuidado.
Ø  Estimular a leitura e pesquisa através da realização de projetos, gincanas e feiras literárias;
Ø  Criar espaços lúdicos que promovam o resgate dos jogos e brincadeiras tradicionais;
Ø  Comunicar as autoridades competentes os casos de evasão escolar;
Ø    Realizar visita às casas dos alunos faltosos e desistentes buscando compreender, no contexto familiar, as causas da evasão e incentivar o retorno à escola;
Ø  Lutar pela ampliação do espaço físico da escola: construção de uma cobertura entre os dois portões, para que os alunos não se molhem nos dias de chuva.
Ø  Reivindicar aulas de reforço em horário contrário para os alunos com dificuldades de aprendizagem;
Ø  Aproveitar o terreno ao lado da escola e fazer uma horta;
Ø  Valorizar a diversidade local;
Ø  Por em prática o Regimento Escolar;
Ø  Organizar a sala de informática para que o aluno possa realizar suas pesquisas;
Ø  Acompanhar a execução dos programas existentes na escola;
Ø  Promover ações que fortaleçam a educação inclusiva em respeito às diferenças;
Ø  Realizar as comemorações cívicas e sociais abertos à comunidade;
Ø  Melhorar a qualidade do ensino valorizando o profissional da educação, tornando-o ativo no processo da gestão democrática;
Ø  Realizar as atividades burocráticas dentro do prazo estabelecido;
Ø  Planejar, realizar e cumprir no prazo as prestações de contas, no que diz respeito ao Plano de Dinheiro Direto à Escola (PDDE), junto ao Conselho Escolar, professores e alunos;
Ø  Elaborar rifas com o propósito de conseguir fundos para a realização das festividades escolares;
Ø  Reivindicar creche para a comunidade, visto que há muitas crianças no povoado e suas mães gostariam de colocá-las na escola.

b)   No eixo Pedagógico:
Promover a integração escola/família para melhorar a aprendizagem do aluno, podendo assim elevar sua autoestima.
Ø  Acompanhar o trabalho pedagógico diariamente para resolver pequenos problemas;
Ø  Através de reuniões fazer com que as decisões sejam tomadas coletivamente, ressaltando o papel de cada membro nos eventos a serem promovidos;
Ø  Realizar um trabalho, enquanto gestor, que possa acompanhar e orientar o processo de aprendizagem, buscando solucionar possíveis problemas;
Ø  Conversar com os professores sobre o desenvolvimento dos alunos identificando as suas dificuldades com relação à aprendizagem e buscar soluções para resolver.
c)    No eixo Relacional:
A escola que queremos precisa da colaboração de todos que fazem parte da comunidade que estão inseridos é um apoio recíproco onde todos são beneficiados, exercendo a verdadeira democracia. No entanto para que haja a participação de todos faz-se necessário trabalharmos na escola a cidadania, que tem suas dificuldades para ser desenvolvida pelo fato de termos vivenciado por tanto tempo um modelo de ensino onde só era permitido copiar e repetir o que se era determinado, isso sem falar no espaço físico onde qualquer tentativa de trazer algo novo chocava-se com vários fatores contrários a ação. Felizmente essa situação mudou e a visão das pessoas que fazem educação no mundo também vem mudando e apesar das inúmeras dificuldades, hoje, já podemos contar com um grupo de pessoas engajadas na educação verdadeiramente cidadã, onde o maior objetivo é desenvolver nos alunos a capacidade de realizar juízos reflexivos, ou seja, de lutar pelos seus direitos e deveres de forma consciente, pessoas que tenham a capacidade de trabalhar e utilizar as novas tecnologias, exercendo uma cidadania responsável que gerará no indivíduo uma auto-satisfação.
Ø  Realizar reuniões bimestrais com o intuito de avaliar o trabalho desenvolvido por todos os segmentos da escola (direção, secretaria, professores e servidores);
Ø  Promover atividades extracurriculares de caráter cultural, esportivo e confraternizações que possam melhorar a autoestima e a interação entre os diversos segmentos da escola;
Ø  Buscar apoio de todos os segmentos para que o trabalho na escola seja fortalecido;
Ø  Promover um ambiente de trabalho onde as relações interpessoais sejam de respeito, ética e solidariedade.
















AVALIAÇÃO DO PROCESSO ( AVALIAÇÃO DE RESULTADOS)
A avaliação será realizada durante todo o processo. Ela é permanente a fim de que se perceba as transformações da realidade e a garantia dos objetivos alcançados.
A avaliação envolve ainda a observação e análise do conhecimento e de habilidades específicas adquiridas pelo aluno e também aspectos formativos Toda a comunidade escolar verificará a eficácia das estratégias e se todos os objetivos e metas foram alcançados
  A participação dos pais e seu comprometimento com a escola também possibilitará o êxito do projeto e a definição de novas ações...
O professor e toda a equipe escolar serão avaliados através de observações durante seu desempenho e no interesse a possíveis mudanças de estratégias e posturas das novas propostas já vistas nos cursos de capacitação e das trocas de experiências. Esse comportamento certamente refletirá na aprendizagem das crianças que será um ponto de referência do resultado da avaliação.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

ORAÇÃO DO PROFESSOR

Obrigado, Senhor, por atribuir-me a missão de ensinar e por fazer de mim um professor no mundo da educação.Eu te agradeço pelo compromisso de formar tantas pessoas e te ofereço todos os meus dons.São grandes os desafios de cada dia, mas é gratificante ver os objetivos alcançados, na graça de servir, colaborar e ampliar os horizontes do conhecimento.Quero celebrar as minhas conquistas exaltando tambémo sofrimento que me fez crescer e evoluir.Quero renovar cada dia a coragem de sempre recomeçar.Senhor! Inspira-me na minha vocação de mestre e comunicador para melhor poder servir.Abençoa todos os que se empenham neste trabalho iluminando-lhes o caminho .Obrigado, meu Deus, pelo dom da vida e por fazer de mim um educador hoje e sempre.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

CURSO DE GESTÃO- 1ª AULA: INTRODUÇÃO

Para compreendermos o que vem a ser Prática de Administração — Gestão Escolar, entendemos que seja prudente ressaltar que há uma relação muito forte entre os dois termos, mas nem sempre percebemos as fronteiras que separam uma dimensão da outra. A priori, podemos afirmar que o conceito de gestão escolar é relativamente recente e de extrema importância, na medida em que desejamos uma escola que atenda às atuais exigências da vida social, ou seja, formar cidadãos com vistas a oferecer a possibilidade de apreensão de habilidades e competências que se tornaram extremamente necessárias para a inserção social das pessoas em um mercado que tem se tornado cada vez mais competitivo. Quanto a administração, podemos afirmar que é um termo abrangente que em síntese estuda a aplicação e coordenação de recursos – humanos, materiais, financeiros, de informação, tecnológicos – numa organização, nesse caso em específico, a escola, de modo a atingir determinados objetivos e resultados planejados com o máximo de eficiência e eficácia. Grosso modo, podemos dizer que a gestão escolar pode ser classificada em três áreas que funcionam de modo interligado, ou seja, integrado ou sistêmico, são elas: a gestão pedagógica, a gestão administrativa e a gestão de recursos humanos. Frente ao exposto, o propósito dessa disciplina é mostrar para o futuro gestor educacional como se dá a gestão no cotidiano escolar a partir do conhecimento de suas dimensões do ponto de vista teórico e prático. Mas não é só isso, pois buscamos também orientá-los quanto ao cumprimento do estágio supervisionado em administração escolar, pois acreditamos que, para se tornar um bom gestor, se faz necessário conhecer as rotinas administrativas, e isso será possível somente com a observação in lócus. Portanto, a partir da análise das diferentes dimensões, buscaremos mostrar para você a importância do trabalho do gestor educacional em uma escola que tem sido cada vez mais cobrada quanto ao seu papel na sociedade contemporânea. Dessa forma, esperamos que esse estudo seja de grande valia para a sua formação.

sábado, 14 de novembro de 2015

Ensinando com Carinho: Árvore de Natal feita com tiras de papel colorido

Ensinando com Carinho: Árvore de Natal feita com tiras de papel colorido: Gente. Façam essa árvore ela com certeza ficará linda. É muito simples. Como fazer: Corte tiras de cartolinas ou papel dupla face colo...

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

ORAÇÃO

Bom dia meu Deus querido A aula já vai começar Nós queremos que o Senhor Venha conosco ficar. Abençoe a nossa sala, A nossa escola, O nosso lar. Muito obrigado meu Deus Muito obrigado Senhor Não há riqueza maior Que possuir o seu amor. Amém.

PERFIL DO PROFESSOR ALFABETIZADOR

PERFIL DO PROFESSOR ALFABETIZADOR OBSERVADOR E MOTIVADOR • Identifica as diferentes necessidades dos alunos e propõe encaminhamentos que proporcionam o avanço da aprendizagem; • Cria contextos favoráveis a aprendizagem e situações desafiadoras para a promoção da aprendizagem; • Compreende a natureza das diferenças entre os alunos; • Favorece o trabalho cooperativo e a interação entre os alunos; • Estabelece vínculo real com os alunos; • Transforma situações cotidianas da sala de aula em atos de leitura e escrita. PLANEJADOR • Planeja atividades a partir da realidade a qual se destina; • Identifica, caracteriza problemas na aprendizagem e busca soluções; • Prioriza o que é relevante para solucionar problemas; • Antecipa possibilidades que permitam planejar intervenções; • Considera a diversidade da sala de aula e atende com atividades próprias; • Planeja atividades que favorecem a construção da autonomia intelectual; • Articula objetivos de ensino e objetivos de realização dos alunos; • Criar situações que aproximam o mais possível a versão escolar e a versão social das práticas e dos conhecimentos que se convertem em conteúdos na escola. COOPERADOR E ESTUDIOSO • É aberto e disponível à aprendizagem; • Trabalha em colaboração com os pares; • Reflete sobre a própria prática; • Utiliza a leitura e a escrita em favor do desenvolvimento pessoal e profissional. TRABALHA COM ROTINAS PEDAGÓGICAS • Organiza racionalmente o tempo escolar; • Organiza o espaço em função das propostas de ensino e aprendizagem; • Utiliza projetos em suas atividades pedagógicas; • Define prioridade considerando o foco da aprendizagem. http://oficinasdatiafernanda.blogspot.com.br/

domingo, 11 de outubro de 2015

Planejamento Semanal

ARTE COM CD USADO


MUITO INTERESSANTE! TRABALHO PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

pavão cd reciclado
peixe cd reciclado
ratinho cd reciclado
reciclagem CDS
sapo cd reciclado
caracol cd reciclado

http://www.atividadeseducacaoinfantil.com.br/

sábado, 3 de outubro de 2015

HELOÍSA LUCK FALA SOBRE A GESTÃO ESCOLAR







                                      Foto: Marcelo Almeida

Heloísa Lück, coordenadora da pesquisa Práticas de Seleção e Capacitação de Diretores Escolares, afirma que o pouco tempo na função prejudica a gestão e ressalta que o essencial é o diretor ter o apoio da Secretaria de Educação para atingir os objetivos educacionais.

Qual é a relação entre o tempo no cargo e a qualidade da gestão?
HELOÍSA LÜCK O problema de ter um mandato curto é que quem está no cargo não planeja mudanças profundas, pois sabe que não conseguirá concretizá-las, e os professores e funcionários não se esforçam para viabilizar as ações propostas, com a certeza de que logo haverá outro gestor, com novas ideias e sugestões. A expectativa de permanência na função, portanto, dá mais credibilidade ao diretor para promover as mudanças necessárias. 

Existe um tempo mínimo para que um diretor realize uma boa gestão?
HELOÍSA Não. Quando ele é competente, sabe mobilizar a comunidade em torno da promoção dos objetivos educacionais e tem interesse em fazer mudanças contínuas. Por isso, não deve haver limite para sua permanência na escola. O diretor deve ficar enquanto estiver contribuindo para a melhoria do ensino. 

Há como criar avaliações periódicas para a gestão escolar?
HELOÍSA Os sistemas de ensino podem promover avaliações de forma processual e associadas a práticas de supervisão do trabalho dos diretores e de formação contínua para eles. Só assim é possível identificar quando alguém, apesar do apoio e da orientação, não demonstra condições de melhoria ou não consegue desenvolver as competências básicas para a função. 

Como evitar que alguém que está no cargo há muito tempo não se acomode nem se sinta dono da escola?
HELOÍSA Quando isso acontece, é porque há o distanciamento entre as escolas e a Secretaria de Educação. Se há orientação e apoio aos diretores, com base em uma concepção de gestão clara e em critérios de desempenho definidos, não existe o risco de que eles se acomodem ou confundam o espaço público da escola com uma propriedade particular. 

O exercício da função de diretor deve ser associado a uma carreira?
HELOÍSA Creio ser possível combinar a perspectiva da carreira como uma posição funcional - sujeita a níveis hierárquicos e promoções com base em mérito e tempo - àquela que considera o cargo como um conjunto de competências desenvolvidas ao longo da vida profissional pelo gestor. O ideal é que ele comece em funções de vice ou supervisor pedagógico e, à medida que ganhe experiência, assuma posições de maior responsabilidade, como a gestão de escolas de grande porte.
Compartilhe

QUE TIPO DE LÍDER É VOCÊ?

Que tipo de líder é você?

Existem várias formas de ser gestor. Faça o teste a seguir e descubra como seu estilo influencia as atitudes da equipe

1. Você sente prazer em estar sempre com a palavra?

Sim
Não

2. Em geral, você acha que vale a pena passar o tempo explicando as razões de uma decisão antes de executá-la?

Sim
Não

3. Você prefere o lado burocrático de suas funções à supervisão e à colaboração com seus professores?

Sim
Não

4. Um estranho entra em sua escola e você sabe que se trata do novo professor enviado pela Diretoria de Ensino. Indo ao seu encontro, você pede que ele se identifique antes de dizer quem você é?

Sim
Não

5. Você considera importante manter os professores informados sobre os acontecimentos que afetam o grupo?

Sim
Não

6. Quando distribui tarefas, você tem tendência para apenas apresentar os objetivos, deixando para seus subordinados a escolha dos meios?

Sim
Não

7. Você acha natural manter seu pessoal a distância porque a familiaridade em demasia é prejudicial ao respeito?

Sim
Não

8. Você tem de tomar uma decisão sobre uma excursão. Ouviu dizer que a maioria prefere que ela se realize na quarta-feira, mas está convencido de que a quinta-feira seria preferível para todos. Você põe o assunto em votação, em vez de decidir sozinho?

Sim
Não

9. Se estivesse ao seu alcance, você dirigiria sua escola de forma mecanizada, de tal forma que os contatos pessoais e com a comunidade fossem mínimos?

Sim
Não

10. É fácil para você, quando necessário, repreender alguém em termos bastante fortes?

Sim
Não

11. Você é de opinião que se for mais simpático com seu pessoal será mais fácil dirigi-lo?

Sim
Não

12. Você gasta muito tempo na solução de um problema apresentado durante um conselho de professores. Um professor ainda inexperiente põe obstáculos em tudo. Você se sente mais aborrecido pelo fato de o problema não estar resolvido do que pela impertinência do jovem professor?

Sim
Não

13. Você é de opinião que uma das melhores maneiras de evitar os problemas de disciplina é aplicar sanções adequadas sempre que as normas são violadas?

Sim
Não

14. Houve críticas à sua maneira de tratar uma questão. Você procura justificar seu ponto de vista, em vez de afirmar que suas decisões são definitivas?

Sim
Não

15. No que se refere às comunicações de rotina, você em geral espera que os professores o procurem?

Sim
Não

http://gestaoescolar.abril.com.br/testes/teste-estilo-de-liderar.shtml

''UM HOMEM NÃO MORRE QUANDO DEIXA DE EXISTIR E SIM QUANDO ELE DEIXA DE SONHAR.''

“Um homem não morre quando deixa de existir e sim quando deixa de sonhar”. 

Procuram-se seres humanos...
 ... que não percam a VONTADE DE VIVER, mesmo sabendo que a vida é, em muitos momentos, dolorosa,

... que não percam a LUZ e o BRILHO NO OLHAR, mesmo sabendo que fatos escurecerão seus olhos,

... que não percam a GARRA, mesmo sabendo que a derrota e a perda são adversários perigosos,

... que não percam o OTIMISMO, mesmo sabendo que o futuro que os esperam não é tão alegre,

... que não percam a vontade de SEREM GRANDES, mesmo sabendo que o mundo é pequeno,

... que não percam o EQUILÍBRIO, mesmo sabendo que inúmeras forças querem que caiam,

... e acima de tudo, que acreditem que Deus, independente de nossa vertente religiosa, não se revela pelo que possuímos ou somos socialmente e sim pela alegria, amor e bondade que carregamos dentro de nós, mostrando-nos que a vida é construída nos sonhos e concretizada no amor.

Acreditar... essa é a unica forma de esperança que me resta... e eu confio naquele que sirvo....espero em ti senhor...''

BOM DIA!

sábado, 26 de setembro de 2015

PARA A SEMANA DA CRIANÇA

NOSSAS CRIANÇAS


Sejamos como as crianças: com elas aprendemos a amar.
Elas são sinceras amam desinteressadamente.
Se gostar de nós, logo saberemos.
Não sabem dissimular.
Pequeninas sorriem ao menor toque.
Não criticam, indagam apenas.
Não discriminam, aceitam a todos sem distinção.
Sabem conviver com as diferenças.
São alegres a todo tempo, cantam, dançam…
Faz da vida uma eterna festa.
Satisfazem-se com qualquer brinquedo, independente do quanto custou.
Não tem ambição.
Nos ensinam mais que qualquer sábio.
Confiam… O seu olhar brilha, o seu sorriso é sincero.
Não nos pede nada em troca do amor que nos dão somente carinho e atenção. Tocam a nossa alma com a sua inocência.
Mesmo as que não tem a oportunidade de ter um lar, sabem sorrir, quando nos dão um sorriso, ganhamos o dia…
Pois o seu sorriso é uma lição.
Não existe coisa mais triste, que ver uma criança triste.
Doemos o nosso sorriso a elas, sejamos alegres.
Mostremos a elas a criança que existe em nós.
Elas são o nosso futuro precisam ser felizes para nos fazer felizes.

CSU começando a festejar a semana da criança.